Entertainment

Malafaia vai pedir cabeças de 2 ministros de Bolsonaro e promete denúncias

O pastor Silas Malafaia, que é cotado para ser candidato a vice de Jair Bolsonaro nas eleições de 2022, indicou em postagem nas redes sociais, neste domingo (10), que vai pedir ao presidente a demissão de 2 ministros, anunciando que vai fazer denúncias sobre eles.

“GRAVÍSSIMO ! ATENÇÃO POVO BRASILEIRO . 2 ministros de Bolsonaro perderam a condição ethical de continuarem como ministros . Amanhã vou postar um vídeo denunciando esses inescrupulosos . SERÁ UM VERDADEIRO ARRASA QUARTEIRÃO ! Aguardem”, escreveu o bolsonarista.

Um dos “denunciados” por Malafaia deve ser o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Isso porque Nogueira, que é filiado ao PP, estaria atuando junto ao centrão para que o nome indicado à cadeira vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) seja outro, e não o do “terrivelmente evangélico” André Mendonça, ex-advogado-geral da União.

Tanto é que o pastor já havia direcionado críticas a Nogueira na sexta-feira (8): “Queria aproveitar e mandar uma mensagem também para o ministro Ciro Nogueira e para o líder do governo, Fernando Bezerra, que ninguém vai enganar a comunidade evangélica. E que não adianta jogo de baixo dos panos para botar alguém de interesses, porque não vai dar certo”.

Centrão não quer Mendonça no STF

O centrão quer negociar um novo nome para a vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF), pois, não está de acordo com o nome de André Mendonça, indicado pelo presidente Bolsonaro, e ligado ao setor fundamentalista dos evangélicos.

Os partidos do Centrão querem viabilizar o nome de Alexandre Cordeiro de Macedo, que é presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Porém, Cordeiro não é um nome aprovado pelos evangélicos e, de acordo com informações da Folha, pode até se apresentar como evangélico, mas “está longe de ser terrivelmente”, ou seja, alguém que, assim como André Mendonça, é um militante de pautas fundamentalistas, tais como antiaborto e contrário aos direitos LGBT.

Todavia, Cordeiro conta com apoio até mesmo entre alguns ministros do governo Bolsonaro: Ciro Nogueira (Casa Civil), Fláthrough Arruda (Secretaria de Governo) e Fábio Faria (Comunicações).

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button